PARA BRUNO MONTEIRO EMPATE TEVE GOSTO DE DERROTA

“A frustração foi imensa, os atletas sentiram bastante, ficou visível. Buscamos ainda no vestiário mobilizar o grupo”, disse o treinador

Bruno Monteiro, Trinador Ji-Paraná (Foto: Reprodução/ge)

O Ji-Paraná recebeu no Estádio Biancão no último domingo, 20, o Atlético Acreano em partida válida pela primeira rodada da fase e grupos do Campeonato Brasileiro Série D e ficou no empate em 1 a 1. O time rondoniense abriu o placar no primeiro tempo; e sofreu o empate o primeiro minuto da etapa final.

Para o treinador Bruno Monteiro, faltou atenção no retorno do vestiário, o que acabou com o gole do time acreano. “Nós voltamos com baixo nível de concentração, bem abaixo daquilo que terminamos o primeiro tempo; e fatalmente acabamos sofrendo o gol de empate”, disse o treinador.

Para o treinador do Galo da BR, a chuva atrapalhou a partida. Segundo o treinador, o Ji-Paraná apresenta um modelo de jogo com construções curtas, de posse de bola e de jogadas elaboradas de maneira a construir situações de finalização. “Até aos 25 minutos do primeiro tempo, mais ou menos, quando o campo ainda apresentava condições para realizar esse tipo de jogo, conseguimos três finalizações, mas não tivemos a efetividade devida, e posteriormente o campo ficou impraticável; nós tivemos que ter resiliência dentro da própria partida e nos adaptarmos as condições climáticas e do campo, e começamos a gerar algumas bolas longas e a brigar pela segunda bola, já na fase de finalização”, analisou.

Bruno Monteiro assegurou que mesmo com a chuva, o time correspondeu ao esperado no domingo. E talvez por isso o empate tenha deixado um gosto de derrota “Acredito que tivemos a nossa melhor performance dentro da competição. Tivemos cinco ou seis finalizações claras, mas infelizmente não transformamos todo volume que tivemos em gols”, disse antes de continuar: “A frustração foi imensa, os atletas sentiram bastante, ficou visível. Buscamos ainda no vestiário mobilizar todo o grupo. O Grupo é ciente de tudo que aconteceu durante o jogo, e ficou aquele gosto amargo da derrota”, finalizou.

O Ji-Paraná volta a campo no próximo sábado, 26, contra o Vilhenene, no Estádio Portal da Amazônia, no extremo sul rondoniense.

Fonte: EsporteRO.com.br