No Icasa-CE, Cabixi afirma que Vilhena continua em dívida: “dinheiro perdido”

Atacante diz que além dos salários deste ano, o VEC lhe deve desde 2012. Cabixi reforça o Icasa que tenta retornar à Série C

cabixi 1
Cabixi, ex-atacante do Vilhena (Foto: Rogério Perucci)

Foram três estados percorridos em quatro meses. Após uma passagem conturbada pelo Vilhena, devido a problemas financeiros da equipe, o atacante Cabixi, aportou na capital mato-grossense onde disputou a Série C pelo Cuiabá (MT), em agosto. De lá, o ex-atacante do VEC partiu para o Nordeste e foi anunciado pelo Icasa, time de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará.

– Me apresentei no Icasa, em Juazeiro do Norte, estou trabalhando graças a Deus.

Se do Cuiabá o atacante pode dizer que recebeu todos os honorários, o mesmo não se pode falar da passagem pelo Lobo do Cerrado.

– Em relação ao Vilhena, eles me devem desde 2012, da Série D, mais este ano que ficou me devendo. E se fosse somar o tanto que me devem, por baixo, daria uns R$ 15 mil. Quando a gente procura o Gaúcho (José Carlos Dalanhol, presidente do VEC) ele não atende e quando eu estava em Rondônia falava que iria acertar, mas até agora nada. É difícil, é complicado. Eu imagino que já seja um dinheiro perdido, porque não tem dinheiro para pagar a gente – desabafa.

cabixi falaE sobre a não participação do clube do Cone Sul no estadual de 2016, o atacante dispara:

– Não ter entrado no campeonato é uma boa, porque time que não paga ninguém, não merece entrar em campeonato. Tem que acabar mesmo, fica enganando os outros, com mentiras… Infelizmente o Gaúcho conseguiu acabar com o VEC – alfineta.

Histórico

Natural do município de Cabixi, daí a origem do apelido, o atacante, que nasceu Erivelton da Silva Lima, começou a se destacar aos 17 anos e foi revelado pelo Vilhena. Com passagens por times do Paraná e Mato Grosso, o atacante sempre teve preferência por jogar em Rondônia e, no início da carreira, conciliava os gramados do estádio com os pátios da escola onde trabalhava como vigia.

Fonte: GloboEsporte.com
Autor: Dennis Weber