Esporte RO

Site paulista titula técnico do Ariquemes como “pior do Brasil”

TIAGO BATIZOCO, QUE FOI CAMPEÃO RONDONIENSE EM 2011 COM O ESPIGÃO, ESTAVA FORA DE RONDÔNIA DESDE 2013

Tiago Batizoco - técnico do Ariquemes (foto: Arquivo Pessoal/Facebook

Tiago Batizoco – técnico do Ariquemes (foto: Arquivo Pessoal/Facebook

O site Futebol Interior, em matéria veiculada na última semana acerca da contratação do treinador Tiago Batizoco pelo Ariquemes, além de chacotear o profissional com o título de “pior treinador do Brasil”, ainda classificou o futebol rondoniense como combalido.

A matéria justifica o título dado a Batizoco pela passagem dele no comando do Cotia-SP na Série A-3, não conseguindo nenhuma vitória nos cinco jogos que disputou, o que por si só não é  base para tal título.

Já a afirmação de que o futebol rondoniense está combalido, não há muitos argumentos para rechaçar esta constatação. Os clubes Rondonienses estão todos endividados. Alguns, como o Rolim de Moura, Espigão e o Pimentense, desistiram da disputa do Estadual deste ano por causa dessas dívidas. Outros, como o Moto Clube, de Porto Velho, estão há três anos longe da disputa por a capital não tem um estádio com condições de receber jogos.

Mas, a matéria veiculada no dia 27, traz também um erro no seu último parágrafo, aonde o autor enumera os clubes que irão disputar o Rondoniense 2015. O site inclui o Pimentense, que está fora da disputa; e excluiu o Guajará, que volta aos gramados após uma década afastado do futebol profissional.

Veja íntegra da matéria:

“Rondoniense: Pior treinador do Brasil, Tiago Batizoco assume o Ariquemes

ELE fez cinco jogos no comando do Cotia, na Série A3 do Paulista, e perdeu todos

por Agência Futebol Interior

O treinador Tiago Batizoco tem mesmo prestígio no combalido futebol de Rondônia. Apesar de ser o pior treinador do Brasil na temporada 2.015, com cinco jogos e cinco derrotas no comando do Cotia, no Campeonato Paulista da A3, será o técnico do Ariquemes, da cidade de Ariquemes, no interior de Rondônia, no certame estadual.

A situação do Cotia é no mínimo curiosa no Campeonato Paulista da A3. Com Tiago Batizoco como treinador, o time fez cinco partida e perdeu as cinco, sendo uma delas por WO. Mas bastou o treinador sair para o CFC desandar a ganhar na competição, tendo vencido seus dois últimos jogos. Se com o ex-comandante, o aproveitamento do clube foi de 0%, sem Batizoco foi de 100%.

Tiago Batizoco somente tem feito bons trabalhos em Rondônia, onde já conquistou títulos. Fora do Estado, ele, que é paulista de Ribeirão Preto e tem 34 anos, tem ido muito mal.

O Campeonato Rondoniense começará no dia cinco de abril e terá, além do Ariquemes, mais cinco times: Genus, Ji-Paraná, Pimentense, União Cacoalense e o Vilhena, atual campeão e comandando por Márcio Bitencourt (ex-Corinthians).”

Fonte: EsporteRO
Texto: Rogério Perucci

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *