Vilhenense brilha e evita derrota do Palmeiras no Palestra Itália

NETO MARCOU 28 PONTOS E AJUDOU O PALMEIRAS A VENCER A LIGA SOROCABANA; O TIME DO PARQUE ANTARTICA SEGUE INVICTO NO SEU GINÁSIO

Thiaguinho, da Liga Sorocaba, e Neto, do (Foto: Fábio Menotti/Ag.Palmeiras)
Thiaguinho, da Liga Sorocaba, e Neto, do (Foto: Fábio Menotti/Ag.Palmeiras)

Em grande noite de Neto, Palmeiras tira desvantagem de 10 pontos, bate Liga Sorocabana de maneira emocionante e mantém invencibilidade no ‘caldeirão’ Palestra Itália no NBB 7

O Palmeiras/Meltex segue sem saber o que é perder no Ginásio Palestra Itália na sétima edição do NBB. Nesta quinta-feira (10) a invencibilidade alviverde diante de seu fanático torcedor foi estendida para quatro triunfos em quatro jogos após emocionante êxito sobre a Liga Sorocabana, por 83 a 78, o segundo resultado positivo dos comandados de Régis Marrelli no campeonato.

O clube de Parque Antártica precisou suar a camisa para sair de quadra com a vitória. Depois irem para os vestiários com nove pontos de frente (40 a 31), os palmeirenses sofreram um apagão no terceiro período, em que foram derrotados por 34 a 17 e chegaram a estar dez pontos atrás. Mas no último quarto, o time da casa, empurrado por sua torcida, contou com o brilho de Neto para se recuperar e seguir imbatível em casa.

Neto, por sua vez, pode ser considerado um dos heróis do êxito alviverde. Decisivo, principalmente no último quarto, o camisa 14 foi responsável por expressivos 28 nbb palmeiraspontos, sendo 20 deles no segundo tempo. Quem também merece destaque é o armador argentino Maxi Stanic, que deixou a quadra com 15 pontos, sete dele no período final, além de cinco assistências.

– Não conseguimos fazer o que combinamos antes do jogo, que era defender bem e não deixar eles fazerem mais de 70 pontos. Se a gente quer ficar entre os primeiros colocados do NBB precisamos jogar forte durante os 40 minutos. Perdemos muitas bolas, eu perdi muitas bolas. Então precisamos melhorar muito – declarou Maxi Stanic, líder em assistências do NBB 7, com média de 6,7 assistências por jogo.

Com o resultado positivo, a equipe do técnico Régis Marrelli subiram para a nona colocação, com campanha de cinco triunfos em dez partidas (50% de aproveitamento), mesma campanha do Paulistano/Unimed, que fica na décima posição por ter perdido o confronto direto para o clube alviverde. Já a Liga Sorocabana agora ocupa a 15º posição, com duas vitórias em 10 jogos (20% de aproveitamento).

 Neto, do Palmeitas (Foto: Fábio Menotti/Ag.Palmeiras)
Neto, do Palmeitas (Foto: Fábio Menotti/Ag.Palmeiras)

O público que acompanhou ao duelo presenciou também a uma noite inspirada do ala sorocabano Schneider, responsável por 27 pontos, 21 deles oriundos de belas sete bolas de 3 pontos. Outro que se sobressaiu pelo lado dos comandados de Rinaldo Rodrigues, foi o armador norte-americano Worrel Clahar, que registrou os bons números de 13 pontos, oito rebotes, sete assistências e cinco roubos de bola, totalizando 22 de eficiência.

– Cansamos no final. Tivemos uma baixa durante a semana que não estávamos esperando, que foi o nosso ala Cauê (Borges), além da saída do Jeff (Agba, que foi para o Paulistano). Então jogamos sem duas peças efetivas do time. Tivemos que nos superar e jogar sem rotação. Infelizmente não conseguimos jogar na mesma intensidade até o final, por isso caímos no último quarto – disse Schneider, da Liga Sorocabana, que agora ocupam a 15º posição, com duas vitórias em 10 jogos (20% de aproveitamento).

Após conhecer seu segundo resultado positivo seguido e manter sua invencibilidade no Ginásio Palestra Itália, o Palmeiras vai ao interior paulista desafiar o Franca Basquete na próxima quarta-feira (17/12), no Ginásio Pedrocão, às 21 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo dos canais SporTV. Um dia antes, na terça-feira (16/12), a Liga Sorocabana recebe o Mogi das Cruzes, às 19h30 (de Brasília), também com transmissão ao vivo pelos canais SporTV.

Fonte: LNB