Esporte RO

Que tal S.C. Genus Rondoniense, ou Rondongenus S.C.

Isso mesmo quem pensou nessa palavrinha “Fusão” – ato ou efeito de fundir-se -, pois o que rola nos bate-papos esportivos é que o Genus e o Rondoniense iriam fundir-se para a disputa do estadual de 2018. O Blog entrou em contato com os presidentes de ambas equipes – tanto o Evaldo(Genus), como Antonio Tadeu(RSC) -, não desmentiram e, pra ser justo não deverá ser aprovado.

 

O Evaldo disse que há uns 10 anos atrás, mais precisamente em 2007 quando o RSC nem era profissional rolou essa ideia. O Tadeu acha até viável, mas qual dos dois vai abrir mão do nome? Eu sugeri: SC Genus Rondoniense (aliás, o Genus já foi RO), ou quem sabe, Rondongenus(mistura os dois).

 

Esse post foi graças a fala do Jornalista Sérgio Pires, via Rádio FM 98 hoje no programa dos dinossauros, quando ele comentou uma notinha sobre o futebol local, ele disse: “nesta quarta-feira,4, o presidente do Avaí-SC Francisco José Batistoti, esteve reunido com o vice governador Daniel Pereira, o presidente tem interesse de tornar a base do Avaí na capital em profissional e, claro disputar o estadual”.

 

Alguém argumentou: “mas já temos o Genus e o Rondoniense”, nisso o Sérgio responde – esses dois irão fundir-se – formam uma equipe só.

 

E para esquentar os tamborins, vamos lá: segundo minha fonte (aqui já é coisa do blogueiro), o Porto Club que, por enquanto só trabalha com a base e o futebol feminino, está a pleno vapor de profissionalizar o futebol masculino – muitos empresários já procuraram o Jussie Nogueira – ele não viria nem para o Sub-17, já confirmou. E quem sabe não teremos um rubro negro em 2018. A senha é: se o Jussie participar do Conselho Arbitral, poderemos sim ter novidades.

 

Liguem os fios nas tomadas certas!!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *