Esporte RO

Série A fica polarizada entre Sudeste e Sul; Nordeste perde espaço com queda dupla

REGIÃO NORTE NÃO TEM NENHUM REPRESENTANTE NA SÉRIE A DESDE 2005 QUANDO O PAYSANDU FOI REBAIXADO

Clique na imagem para ampliá-la.

Clique na imagem para ampliá-la.

Terminado o Campeonato Brasileiro de 2014, ficou desenhado o mapa da Série A para a próxima temporada. E o cenário é cada vez mais polarizado entre as regiões Sudeste e Sul, que terão – juntos – 18 dos 20 representantes da competição no ano que vem. Os sulistas perderam o rebaixado Criciúma, mas ganharam a presença de outros dois clubes catarinenses na elite do futebol brasileiro. Joinville e Avaí subiram para a divisão principal.

Com os “reforços”, a Região Sul terá oito clubes na Primeira Divisão de 2015. Além dos dois já citados, Chapecoense e Figueirense também representam Santa Catarina. A dupla Gre-Nal mantém firme a bandeira do Rio Grande do Sul na elite. E os paranaenses têm os rivais Atlético-PR e Coritiba, mantidos na Série A.

O Sudeste, muito forte no futebol brasileiro, também terá uma equipe a mais no Brasileirão do ano que vem. Apesar da perda do Botafogo, que também caiu para a Série B, a região ganhou a representatividade de Ponte Preta e Vasco. Assim sendo, serão dez clubes do Sudeste em 2015, exatamente metade dos que disputam a competição. Na era dos pontos corridos e com 20 clubes, o que ocorre desde 2006, a Região Sudeste chegou a ter 12 equipes em 2010 e 2012.

OLHO ERO - texto arial itálico 20 - crédito engreverst mt 6Ao contrário de Sudeste e Sul, o Nordeste não tem motivos para se vangloriar. Dos três clubes que estavam na Primeira Divisão, somente o Sport conseguiu manter o seu lugar. Os rivais Vitória e Bahia foram derrotados neste domingo e vão juntos para a Série B, deixando o estado da Bahia sem representantes no principal campeonato do país. Desde 2005, os nordestinos não tinham número tão baixo de equipes na Série A.

O Centro-Oeste manteve o Goiás como único clube na elite e o Norte segue sem um time em evidência desde 2005, quando o Paysandu esteve na Série A pela última vez.

Na divisão por estados, quem está na crista da onda é Santa Catarina. Os catarinenses terão quatro representantes e só perdem neste quesito para São Paulo, com cinco clubes na Série A de 2015. O Rio de Janeiro se manteve com três, com a “troca” de posições entre Botafogo e Vasco. No fim das contas, apenas oito estados terão ao menos um time para torcer no próximo Campeonato Brasileiro.

Fonte: GloboEsporte.com
Texto: Cassius Leitão

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *